Thursday, March 30, 2017

Guaramirim - Feira das Delicias - Ano 2010



Publicado em 29 de mar de 2017
No ano de 2010, o Município de Guaramirim (SC), gestão do prefeito Nilson Bylaardt e Altair Aguiar, a Feira de Delicias, na sede da Escola Municipal Professor Urbano Teixeira, no bairro Avai.
As imagens revelam o potencial da inciativa, pois Guaramirim cuja colonização europeia colocou a colonia rural em evidência, desde a sua fundação em 1886.
Letos, alemães da Rússia, italianos, outros grupos étnicos ao longo de mais de um século de histórica contribuíram para o desenvolvimento da colônia transformada em distrito e município.
Ademir Pfiffer - Historiador

61 Anos de Emancipação Política de Guaramirim



Publicado em 23 de mar de 2017
O prefeito Nilson Bylaardt, através de sua equipe de trabalho multidisciplinar organizaram em agosto de 2010, o desfile alusivo aos 61 Anos de Emancipação Política de Guaramirim (SC).
As imagens digitais revelam uma cidade em crescente desenvolvimento e, tem nos administradores públicos , o desafio de construir continuas políticas públicas à favor da coletividade.
Dessa forma, compete ao Poder Público, facilitar o acesso à cidadania plena e colaborar na construção da identidade cultural do Município.
Vale ressaltar, que, ainda hoje, os munícipes se ressentem da ausência das políticas públicas para defesa do seu Patrimônio Histórico e Cultural.
O povo que não conhece a sua história, não defende o seu território, pois não terá referências, respeito pelas instituições sociais e culturais.
Ademir Pfiffer - Historiador

Brüderthal: 14.08.2010 - Patrimônio do Schützenverein





As imagens são do evento da manifestação  cultural do Patrimônio do Schützenverein, da comunidade teuto-brasileira do Brüderthal, Município de Guaramirim (SC).
A festa era do casal Arnaldo e Irene Wacholz  Winter - pomerano-brasileiros - moradores de Schroeder I, Município de Schroeder (SC|).
O evento foi musicalizado pela pela Banda Ecco's Band de Schroeder, sendo que um grandioso público compareceu para a sagração das majestades, jantar típico, dança de salão, competições de tiro ao alvo e sagração das novas majestades.
O presidente da entidade associativista é o Senhor Carlito Engelmann, junto a esposa Elvira Moreira Engelmann se desdobram com trabalhos colaborativos a longos anos, para colocar a Sociedade dos Atiradores de Brüderthal a serviço da coletividade, focada em valores.
Ademir Pfiffer - Historiador

Thursday, February 23, 2017

Schützenverein na Itoupava Rega - 09



Publicado em 4 de fev de 2017
Em 28 de janeiro aconteceu em Blumenau (SC), no Clube de Caça e Tiro Itoupava Rega ( 1898), também conhecido pelo nome de Salão Zindars, a tradicional festa do schützenverein das seguintes majestades:
Feminino: Elzira Ott, rainha; Deise Daiane Frotscher , 1ª princesa e Gerda Hackbarth, 2ª princesa.
Masculino: Jacson Klitzke, rei; Paulo Modro, 1º cavalheiro e Uvo Ott, 2º cavalheiro.
A musicalização ficou por conta da Banda Vila Musikanten, que animou a ritualística folclórica de busca das majestades, o baile social e a ritualística folclórica da dança polonese (patrimônio cultural das áreas de colonização germânica e polonesa) e da sagração das novas majestades para o ano de 2018.
Durante o evento aconteceu o tradicional jantar festivo e as disputas de tiro alvo, inclusive para as crianças, pois foram premiadas com suas respectivas medalhas.
A diretoria do Clube de Caça e Tiro Itoupava Rega, em mais de um século de história tem o seu firme propósito de salvaguardar o patrimônio cultural da kegelfest e do schützenverein, através de suas festas associativista de sagração de majestades como, reis, rainhas, princesas e cavalheiros.
Por isso, o clube conta com uma rede de apoio presencial em suas festas, através das entidades associativista de Jaraguá do Sul (Botafogo, Aliança, Alvorada), Pomerode, Massaranduba ( Atiradores Central, Ribeirão Gustavo e Onze União) e Guaramirim (Brüderthal e Comercial).
Ademir Pfiffer - Historiador

Tuesday, February 21, 2017

Sociedade Comercial – Schützenverein – 03



Publicado em 12 de fev de 2017
Desde 13 de outubro de 1924, a Estrada Jacu Açu – uma referência a abundância da espécie do Jacu na Mata Atlântica – Município de Guaramirim (SC), tem presente a base organizacional do associativismo do tiro ao alvo.
As famílias pioneiras que implantaram a base do associativismo foram Wagner, Klitzke e Krause.
Assim, ao longo de quase um século muitas das memórias se perderam por conta dos regimes ditatoriais, que se instalaram no Brasil como a era Vargas e o regime militar. Além disso, o fenômeno do êxodo rural colaborou que parte da população daquela comunidade migrasse para o meio urbano e o Estado do Paraná.
Dessa forma, a Sociedade Esportiva e Recreativa foi refundada em maio de de1967, pois a nova geração sofreu com os impactos do sumiço da documentação, o Estatuto Social publicado no jornal Anoticia de Joinville (SC), no ano de 1924.
No sábado, 11 de fevereiro, os associados filhos dos colonizadores, uma minoria de remanescentes se reencontrou para reavivar a memória da tradição do Patrimônio do Schützenverein.
Na ocasião eram as majestades: Gabriel Baumann dos Santos, rei; Cristian Boech, 1º cavalheiro; Antonio Oechsler, 2º cavalheiro. Sendo a corte completada pela ala feminina: Eliane Nicocelli, rainha; Sara Oechsler, 1ª princesa e Dolores Siebel Völz, 2ª princesa.
O evento iniciou às 18 horas e teve um cronograma: concentração dos sócios, ritualística de busca de majestades (Vilmar Krüger, comandante e Adelaide Schaldag Stein, bandeireira), sessão de homenagem, competições de tiro rei e prêmio, jantar festivo, sagração das novas majestades e o baile social animando pela Banda Eco’s de Schroeder (SC).
Ademir Pfiffer – Historiador

Sociedade Comercial – Schützenverein – 02



Publicado em 12 de fev de 2017
Desde 13 de outubro de 1924, a Estrada Jacu Açu – uma referência a abundância da espécie do Jacu na Mata Atlântica – Município de Guaramirim (SC), tem presente a base organizacional do associativismo do tiro ao alvo.
As famílias pioneiras que implantaram a base do associativismo foram Wagner, Klitzke e Krause.
Assim, ao longo de quase um século muitas das memórias se perderam por conta dos regimes ditatoriais, que se instalaram no Brasil como a era Vargas e o regime militar. Além disso, o fenômeno do êxodo rural colaborou que parte da população daquela comunidade migrasse para o meio urbano e o Estado do Paraná.
Dessa forma, a Sociedade Esportiva e Recreativa foi refundada em maio de de1967, pois a nova geração sofreu com os impactos do sumiço da documentação, o Estatuto Social publicado no jornal Anoticia de Joinville (SC), no ano de 1924.
No sábado, 11 de fevereiro, os associados filhos dos colonizadores, uma minoria de remanescentes se reencontrou para reavivar a memória da tradição do Patrimônio do Schützenverein.
Na ocasião eram as majestades: Gabriel Baumann dos Santos, rei; Cristian Boech, 1º cavalheiro; Antonio Oechsler, 2º cavalheiro. Sendo a corte completada pela ala feminina: Eliane Nicocelli, rainha; Sara Oechsler, 1ª princesa e Dolores Siebel Völz, 2ª princesa.
O evento iniciou às 18 horas e teve um cronograma: concentração dos sócios, ritualística de busca de majestades (Vilmar Krüger, comandante e Adelaide Schaldag Stein, bandeireira), sessão de homenagem, competições de tiro rei e prêmio, jantar festivo, sagração das novas majestades e o baile social animando pela Banda Eco’s de Schroeder (SC).
Ademir Pfiffer – Historiador

Sociedade Comercial – Schützenverein – 01



Publicado em 12 de fev de 2017
Desde 13 de outubro de 1924, a Estrada Jacu Açu – uma referência a abundância da espécie do Jacu na Mata Atlântica – Município de Guaramirim (SC), tem presente a base organizacional do associativismo do tiro ao alvo.
As famílias pioneiras que implantaram a base do associativismo foram Wagner, Klitzke e Krause.
Assim, ao longo de quase um século muitas das memórias se perderam por conta dos regimes ditatoriais, que se instalaram no Brasil como a era Vargas e o regime militar. Além disso, o fenômeno do êxodo rural colaborou que parte da população daquela comunidade migrasse para o meio urbano e o Estado do Paraná.
Dessa forma, a Sociedade Esportiva e Recreativa foi refundada em maio de de1967, pois a nova geração sofreu com os impactos do sumiço da documentação, o Estatuto Social publicado no jornal Anoticia de Joinville (SC), no ano de 1924.
No sábado, 11 de fevereiro, os associados filhos dos colonizadores, uma minoria de remanescentes se reencontrou para reavivar a memória da tradição do Patrimônio do Schützenverein.
Na ocasião eram as majestades: Gabriel Baumann dos Santos, rei; Cristian Boech, 1º cavalheiro; Antonio Oechsler, 2º cavalheiro. Sendo a corte completada pela ala feminina: Eliane Nicocelli, rainha; Sara Oechsler, 1ª princesa e Dolores Siebel Völz, 2ª princesa.
O evento iniciou às 18 horas e teve um cronograma: concentração dos sócios, ritualística de busca de majestades (Vilmar Krüger, comandante e Adelaide Schaldag Stein, bandeireira), sessão de homenagem, competições de tiro rei e prêmio, jantar festivo, sagração das novas majestades e o baile social animando pela Banda Eco’s de Schroeder (SC).
Ademir Pfiffer – Historiador

2017 - Schützenverein Brüderthal – 09



Publicado em 19 de fev de 2017
Guaramirim (SC): O Vale do Brüderthal, através da sua sociedade de atiradores via associativismo continua no seu propósito da difusão do Schützenverein, um Patrimônio Cultural, que celebra a mais significativa referência da identidade dos guaramirense.
Em 20 de janeiro, os associados, simpatizantes e convidados se encontraram para celebrar a sagração das majestades do tiro ao alvo, cuja corte era assim formada:
Masculino: Roberto Völz, rei; Alírio Bachmann, 1º cavalheiro; Roberto Schroeder, 2º cavalheiro.
Feminino: Raldi Schroeder, rainha; Irene Winter 1ª princesa; Elvira Moreira Engelmann, 2ª princesa.
A Banda Mensagem da cidade Pomerode (SC) abrilhantou o evento da cultura germânica, inclusive a dança folclórica, a polonese, conduzida pelo casal Horst Rech e Esposa.
Durante o evento aconteceu a ritualística folclórica de busca de majestades, sessão de homenagem as majestades, competições de tiro ao alvo, jantar de gastronomia germânica, baile social e proclamação da novas majestades para 2018.
A diretoria da Sociedade Catarinense dos Atiradores de Brüderthal, com sede social na Rodovia Rudolpho Jahn, tem a missão de salvaguardar o Patrimônio do Schützenverein, herança dos imigrantes dos alemães da Rússia e pomeranos.
O presidente da entidade associativista, o Senhor Carlito Engelmann e a esposa Elvira, tem desempenhado ao longo dos anos um trabalho planejado para articular ações em defesa do Patrimônio do Schützenverein visando dar continuidade a tradição das festas de tiro ao alvo, rei e rainha.
Desta forma, a comunidade do Brüderthal tem uma das suas referências culturais, a Sociedade Catarinense dos Atiradores promotora do lazer social e cultural, respeitada e admirada por resistir a onda da era da globalização e das redes sociais.
Ademir Pfiffer – Historiador

2017 - Schützenverein Brüderthal – 08



Publicado em 30 de jan de 2017
Guaramirim (SC): O Vale do Brüderthal, através da sua sociedade de atiradores via associativismo continua no seu propósito da difusão do Schützenverein, um Patrimônio Cultural, que celebra a mais significativa referência da identidade dos guaramirense.
Em 20 de janeiro, os associados, simpatizantes e convidados se encontraram para celebrar a sagração das majestades do tiro ao alvo, cuja corte era assim formada:
Masculino: Roberto Völz, rei; Alírio Bachmann, 1º cavalheiro; Roberto Schroeder, 2º cavalheiro.
Feminino: Raldi Schroeder, rainha; Irene Winter 1ª princesa; Elvira Moreira Engelmann, 2ª princesa.
A Banda Mensagem da cidade Pomerode (SC) abrilhantou o evento da cultura germânica, inclusive a dança folclórica, a polonese, conduzida pelo casal Horst Rech e Esposa.
Durante o evento aconteceu a ritualística folclórica de busca de majestades, sessão de homenagem as majestades, competições de tiro ao alvo, jantar de gastronomia germânica, baile social e proclamação da novas majestades para 2018.
A diretoria da Sociedade Catarinense dos Atiradores de Brüderthal, com sede social na Rodovia Rudolpho Jahn, tem a missão de salvaguardar o Patrimônio do Schützenverein, herança dos imigrantes dos alemães da Rússia e pomeranos.
O presidente da entidade associativista, o Senhor Carlito Engelmann e a esposa Elvira, tem desempenhado ao longo dos anos um trabalho planejado para articular ações em defesa do Patrimônio do Schützenverein visando dar continuidade a tradição das festas de tiro ao alvo, rei e rainha.
Desta forma, a comunidade do Brüderthal tem uma das suas referências culturais, a Sociedade Catarinense dos Atiradores promotora do lazer social e cultural, respeitada e admirada por resistir a onda da era da globalização e das redes sociais.
Ademir Pfiffer – Historiador

2017 - Schützenverein Brüderthal – 07



Publicado em 30 de jan de 2017
Guaramirim (SC): O Vale do Brüderthal, através da sua sociedade de atiradores via associativismo continua no seu propósito da difusão do Schützenverein, um Patrimônio Cultural, que celebra a mais significativa referência da identidade dos guaramirense.
Em 20 de janeiro, os associados, simpatizantes e convidados se encontraram para celebrar a sagração das majestades do tiro ao alvo, cuja corte era assim formada:
Masculino: Roberto Völz, rei; Alírio Bachmann, 1º cavalheiro; Roberto Schroeder, 2º cavalheiro.
Feminino: Raldi Schroeder, rainha; Irene Winter 1ª princesa; Elvira Moreira Engelmann, 2ª princesa.
A Banda Mensagem da cidade Pomerode (SC) abrilhantou o evento da cultura germânica, inclusive a dança folclórica, a polonese, conduzida pelo casal Horst Rech e Esposa.
Durante o evento aconteceu a ritualística folclórica de busca de majestades, sessão de homenagem as majestades, competições de tiro ao alvo, jantar de gastronomia germânica, baile social e proclamação da novas majestades para 2018.
A diretoria da Sociedade Catarinense dos Atiradores de Brüderthal, com sede social na Rodovia Rudolpho Jahn, tem a missão de salvaguardar o Patrimônio do Schützenverein, herança dos imigrantes dos alemães da Rússia e pomeranos.
O presidente da entidade associativista, o Senhor Carlito Engelmann e a esposa Elvira, tem desempenhado ao longo dos anos um trabalho planejado para articular ações em defesa do Patrimônio do Schützenverein visando dar continuidade a tradição das festas de tiro ao alvo, rei e rainha.
Desta forma, a comunidade do Brüderthal tem uma das suas referências culturais, a Sociedade Catarinense dos Atiradores promotora do lazer social e cultural, respeitada e admirada por resistir a onda da era da globalização e das redes sociais.
Ademir Pfiffer – Historiador

2017 - Schützenverein Brüderthal – 06



Publicado em 30 de jan de 2017
Guaramirim (SC): O Vale do Brüderthal, através da sua sociedade de atiradores via associativismo continua no seu propósito da difusão do Schützenverein, um Patrimônio Cultural, que celebra a mais significativa referência da identidade dos guaramirense.
Em 20 de janeiro, os associados, simpatizantes e convidados se encontraram para celebrar a sagração das majestades do tiro ao alvo, cuja corte era assim formada:
Masculino: Roberto Völz, rei; Alírio Bachmann, 1º cavalheiro; Roberto Schroeder, 2º cavalheiro.
Feminino: Raldi Schroeder, rainha; Irene Winter 1ª princesa; Elvira Moreira Engelmann, 2ª princesa.
A Banda Mensagem da cidade Pomerode (SC) abrilhantou o evento da cultura germânica, inclusive a dança folclórica, a polonese, conduzida pelo casal Horst Rech e Esposa.
Durante o evento aconteceu a ritualística folclórica de busca de majestades, sessão de homenagem as majestades, competições de tiro ao alvo, jantar de gastronomia germânica, baile social e proclamação da novas majestades para 2018.
A diretoria da Sociedade Catarinense dos Atiradores de Brüderthal, com sede social na Rodovia Rudolpho Jahn, tem a missão de salvaguardar o Patrimônio do Schützenverein, herança dos imigrantes dos alemães da Rússia e pomeranos.
O presidente da entidade associativista, o Senhor Carlito Engelmann e a esposa Elvira, tem desempenhado ao longo dos anos um trabalho planejado para articular ações em defesa do Patrimônio do Schützenverein visando dar continuidade a tradição das festas de tiro ao alvo, rei e rainha.
Desta forma, a comunidade do Brüderthal tem uma das suas referências culturais, a Sociedade Catarinense dos Atiradores promotora do lazer social e cultural, respeitada e admirada por resistir a onda da era da globalização e das redes sociais.
Ademir Pfiffer – Historiador

2017 - Schützenverein Brüderthal – 05



Publicado em 30 de jan de 2017
Guaramirim (SC): O Vale do Brüderthal, através da sua sociedade de atiradores via associativismo continua no seu propósito da difusão do Schützenverein, um Patrimônio Cultural, que celebra a mais significativa referência da identidade dos guaramirense.
Em 20 de janeiro, os associados, simpatizantes e convidados se encontraram para celebrar a sagração das majestades do tiro ao alvo, cuja corte era assim formada:
Masculino: Roberto Völz, rei; Alírio Bachmann, 1º cavalheiro; Roberto Schroeder, 2º cavalheiro.
Feminino: Raldi Schroeder, rainha; Irene Winter 1ª princesa; Elvira Moreira Engelmann, 2ª princesa.
A Banda Mensagem da cidade Pomerode (SC) abrilhantou o evento da cultura germânica, inclusive a dança folclórica, a polonese, conduzida pelo casal Horst Rech e Esposa.
Durante o evento aconteceu a ritualística folclórica de busca de majestades, sessão de homenagem as majestades, competições de tiro ao alvo, jantar de gastronomia germânica, baile social e proclamação da novas majestades para 2018.
A diretoria da Sociedade Catarinense dos Atiradores de Brüderthal, com sede social na Rodovia Rudolpho Jahn, tem a missão de salvaguardar o Patrimônio do Schützenverein, herança dos imigrantes dos alemães da Rússia e pomeranos.
O presidente da entidade associativista, o Senhor Carlito Engelmann e a esposa Elvira, tem desempenhado ao longo dos anos um trabalho planejado para articular ações em defesa do Patrimônio do Schützenverein visando dar continuidade a tradição das festas de tiro ao alvo, rei e rainha.
Desta forma, a comunidade do Brüderthal tem uma das suas referências culturais, a Sociedade Catarinense dos Atiradores promotora do lazer social e cultural, respeitada e admirada por resistir a onda da era da globalização e das redes sociais.
Ademir Pfiffer – Historiador

2017 - Schützenverein Brüderthal – 04



Publicado em 30 de jan de 2017
Guaramirim (SC): O Vale do Brüderthal, através da sua sociedade de atiradores via associativismo continua no seu propósito da difusão do Schützenverein, um Patrimônio Cultural, que celebra a mais significativa referência da identidade dos guaramirense.
Em 20 de janeiro, os associados, simpatizantes e convidados se encontraram para celebrar a sagração das majestades do tiro ao alvo, cuja corte era assim formada:
Masculino: Roberto Völz, rei; Alírio Bachmann, 1º cavalheiro; Roberto Schroeder, 2º cavalheiro.
Feminino: Raldi Schroeder, rainha; Irene Winter 1ª princesa; Elvira Moreira Engelmann, 2ª princesa.
A Banda Mensagem da cidade Pomerode (SC) abrilhantou o evento da cultura germânica, inclusive a dança folclórica, a polonese, conduzida pelo casal Horst Rech e Esposa.
Durante o evento aconteceu a ritualística folclórica de busca de majestades, sessão de homenagem as majestades, competições de tiro ao alvo, jantar de gastronomia germânica, baile social e proclamação da novas majestades para 2018.
A diretoria da Sociedade Catarinense dos Atiradores de Brüderthal, com sede social na Rodovia Rudolpho Jahn, tem a missão de salvaguardar o Patrimônio do Schützenverein, herança dos imigrantes dos alemães da Rússia e pomeranos.
O presidente da entidade associativista, o Senhor Carlito Engelmann e a esposa Elvira, tem desempenhado ao longo dos anos um trabalho planejado para articular ações em defesa do Patrimônio do Schützenverein visando dar continuidade a tradição das festas de tiro ao alvo, rei e rainha.
Desta forma, a comunidade do Brüderthal tem uma das suas referências culturais, a Sociedade Catarinense dos Atiradores promotora do lazer social e cultural, respeitada e admirada por resistir a onda da era da globalização e das redes sociais.
Ademir Pfiffer – Historiador